segunda-feira, 1 de junho de 2009

Edema Pulmonar Agudo Cardiogênico

O Edema Pulmonar Agudo (EPA) é um problema comum na clínica de pequenos animais, principalmente em cães de pequeno porte (Poodle, Yorkshire, Pequinês...). É uma situação de emergência onde o risco de morte é eminente. Se faz necessário atendimento veterinário de emergência.
O coração é formado por quatro câmaras: átrio esquerdo, ventrículo esquerdo, átrio direito, ventriculo direito. O átrio esquerdo recebe sangue da circulação pulmonar, contrae-se e envia para o ventriculo esquedo, que recebe esse sangue e envia o sangue para o corpo (circulação sistêmica). O átrio direito recebe o sangue oriundo do corpo e envia para o ventrículo direito, este também contrae-se e envia o sangue para a circulação pulmonar, para que as trocas gasosas sejam assim efetuadas. Esse movimento é constante e rítmico.
Entre o atrio e o ventriculo existe uma válvula, mitral no lado esquero do coração e a valva tricúspide do lado direito, que servem como comportas para que não ocorra refluxo sanguíneo. Comumente cães de pequeno porte são acometidos por degeneração da valva mitral, acarretando em refluxo sanguíneo para o átrio esquerdo, tendo como consequência acúmulo de sangue nas veias pulmonares e consequente extravasamento de fluido para os alvéolos pulmonares. Isso deixa o pulmão menos complascente (elástico) e diminui sua superfície de troca gasosa.





Sinais e Sintomas

  • Respiração curta e laboriosa;
  • Pode se auscultar bolhas de liquido no pulmão;
  • O animal pode ficar com a lingua azulada (cianose);
  • Verifica-se a posição ortopnéica, onde o animal afasta as patas dianteiras e ergue o focinho a procura de ar;
  • Pode-se verificar a presença de líquido nas narinas ou boca.

O que devo fazer

  • Não espere seu bichinho piorar, procure um serviço de emergência veterinária;
  • Fique calmo, você deve passar conforto e segurança para seu bichinho;
  • Esteja pronto para dar o Suporte Básico a Vida do seu bichinho (ver tópico neste blog).

O que o veterinário vai fazer
video
  • Estabelecer uma via aérea patente, com suporte de oxigênio se necessário;
  • Realizar todo o ABC da emergência;
  • Monitorar possíveis arritmias e estar pronto para uma possível para cardiorespiratória;
  • Se faz necessário que o profissional conheça bem a fisiopatologia do Edema Pulmonar, para tomar as medidas terapêuticas corretas;
  • O conforto do paciente é essencial;
  • Nos casos mais graves, recomendo suporte avançado a vida, com utilização de drogas vasoativas e ventilação mecânica, nossos resultados são bastante animadores.
E depois, como vai ficar meu bichinho?

  • Após reverter a emergência respiratória, é importante descobrir a causa;
  • O animal deve passar por uma avaliação cardiológica;
  • O acompanhamento periódico do seu animal por um veterinário é essencial.

21 comentários:

  1. OLÁ! Sou acadêmica de MV e adorei o seu Blog mesmo estando ainda na inicio da facult consegui entender o pq de muitas dúvidas que eu tinha!Valeu VIVIANE MOTA

    ResponderExcluir
  2. Olá tinha um cão com problemas renais, levei ao veterinário que fez exames de sangue onde constatou que a uréia e a creatina estavam alteradas.Assim receitou uma diéta alimentar e fazer soro todos os dias para baixar os níveis de urei e creatina altas,quando percebi que ao fazer o tratamento meu cãozinho começou a sentir falta de ar.levei em um outro veterinari de emergencia e ficou enternado onde tomou antibióticos e diureticos ,mais veio a falecer por uma parada cardio respiratoria .Será que foi fito os procedimentos certos ou houve erro no diagnostico?

    ResponderExcluir
  3. Tinha uma poodle de 12 anos preta chamada Lassie e ontem ela morreu do NADA, ela estava tão bem, ela nunca teve nenhum problema e pela idade ela era muito ativa , muito danada , era muito especial.
    Porém antes de dormir sempre pensava a Lassie ta ficando velha logo ela irá morrer, ai pra me acalmar pensava ela vai viver até uns 18 anos falta muito ainda, pq eu fazia veterinária e minha prof disse ...que poodle geralmente vive até lá se for muito forte bem cuidada e tal.
    Ontem de manha, meu irmão saiu pra trabalhar e viu ela normal, quando foi umas 8:00 horas eu fui buscar o sabão pra lavar o carro e ela tava respirando muito alto meio que tossindo com a língua branca e deitadinha no chão, ai eu chamei Lassie e ela veio, ai eu fui chamar minha mãe ai ela viu, e disse que precisava ir ao veterinário, ai ela foi se trocar e quando desci eu chamei a Lassie de novo e ela não vinha, lógico tava sofrendo, ai levamos no veterinário e o veterinário disse que precisávamos levar ao 24 hrs pq ela tava com edema pulmonar e precisava de oxigênio, então levamos ela, aplicaram um remedio para limpar os pulmões, outras medicações . No primeiro instante ela olhou pra mim com aquela carinha de triste como se tivesse se despedindo , e eu dando carinho nela pensando que ela ia viver, porque eu tenho tanta esperança, depois de segurar ela pra ela tomar oxigênio eu comecei a me sentir mal , minha vista escureceu comecei a suar e eu tive que sair da sala porque não estava tudo bem, foi a ultima vez que vi.
    Pude ver no primeiro instante a sua chegada na UTI com oxigênio nasal, com sua língua branca pra fora e depois ela estava babando uma secreção com pouco de sangue, eu pensei deve estar limpando o pulmão, mais minha mãe tão negativa falando que ela não tem vez mais, e isso só piorava pq quanto mais ela falava aquilo mais eu chorava de tristeza e rezava tanto.
    Viemos pra casa, e ligamos depois de 2 horas pra ver se ela tinha melhorado, e a resposta do médico foi ela morreu!
    Não consegui me conformar, porque nesta casa tudo que eu olho ela tava ali, eu fico em casa todo dia, pq não trabalho e quando desço pra lavar louça ela ficava comigo na cozinha me olhando ou se coçando sempre do meu lado ou então quando eu ia pra faculdade, minha mãe chegava e ela ficava esperando ela na porta pulando querendo comer, porque tinha hora certa.Tantos momentos ,que não consigo parar de chorar,so pensar que amanha vou descer e vou lavar a louça e ela não vai ta lá, tentei me acalmar o dia todo , as vezes esqueço, e acho que é mentira, PQ ELA TAVA BEM DE MANHA, eu não consigo entender, só escrevendo ouvindo musica olhando foto dela e tirando toda essa lagrima que há no meu peito.
    Lassie vou sentir sua falta, minha companheira mais fiel
    27/04/1998 a 28/10/11

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola, minha cadela morreu ontem, com os mesmos sintomas, fiquei muito triste e ainda estou chorando, mas quero dizer que escutar histórias parecidas me conforta, pois ainda me sinto culpado pela morte da minha cadelinha. Obrigado.

      Excluir
    2. Meu cachorro também faleceu ontem, o pior é que sozinho escondido
      Estávamos fazendo tratamento do edema e o retorno no veterinário era hoje.
      Doi de mais!

      Excluir
  4. Minha querida Julia acabou de morrer com edema pulmonar, a dias ela estava com uma tosse , que foi diagnosticada como gripe e hj ela ficou muito agitada nao dormiu e nem comeu e qd levamos ao veterinario mesmo fazendo todo procedimento ela nao resistiu. Julia vc vai deixar muita saudades pois nos a amavamos muito. Viveu 12 anos dormindo em meu quarto, que falta vc me faz. Descanse em paz. Bjao.

    ResponderExcluir
  5. Minha querida Polly, uma doce cadelinha / raça Galgo Afegão, morreu ontem,inesperadamente, também vitima de edema pulmonar. Tinha 12 anos. Não me conformo com a sua ausência. Ela era da família e todos a adorávamos.Há muitos meses que passou a dormir comigo. Sinto tanto a sua falta.
    Recordo os momentos felizes.Obrigada pela companhia e alegria que nos deste!

    ResponderExcluir
  6. Minha cadela, Pitchuca, Liasa com poodle, veio a falecer devido a problemas de edema pulmonar, conversei bastante com a veterinária, para saber as causas do edema, como este site informa, o edema é causado por falha do coração, fazer exames periodicos é muito importante.

    ResponderExcluir
  7. oi pessoalvejo que este problema é normal em cães,tenho uma poodle com 12 anos,desde de janeiro ela está com este problema e nem de casa saio mais pra não deixa-la só.está medicada com enalapril de 5mg., meio de manhã e meio a noite, espironolactona de 25mg. de manhã,gadernal 12,5 a noite e brometo de potássio de 180mg 1ml a noite.Na parte da manhã ela tosse e cai dura mas volta logo ,da umas 4 a 5 vezes depois melhora.Meus amigos me cobram que não cuido direito dela, não sei o que eles querem que eu faça mais,janeiro tirou 2 tetas fez limpeza oral ,2 radigrafias do torax onde constatou o edema fez vários exames de sangue no qual um deles deu problema de fígado,ficou 40 dias tomando um ´remédio que esquci o nome, fez novo exame e deu normal. Disse a veterin´ria que o gadernal acaba com o fígado e ela tem que tomar e toma ,comprei ração de obeso , ela não perdeu peso,gente o cão que toma gadernal engorda não adianta, fui avizada desse problema,as vezes passa4 dias sem ter nada,de repente vem a tosse e aí? ela não aguenta andar muito mas gosta dos bchinhos dela ,brinca é ativa e alegre,me cobram sem razão, anulei tudo da minha vida em função dela, somos só nós duas,é a minha Lua. Gerlanda

    ResponderExcluir
  8. estou mais tranquila depois que li o comentário do dr. Mario, sei que num desses ataques ela pode morrer, eu já tinha sido alertada que ela poderia enfartar,pergunto eu,o que fazer se chegar a hora dela? já tive 3 cachorrinhas e elas se foram,temos que entender que um dia todos nos iremos,é só aguardar sem desespero porque ela é inevitável, ela vem pra todos.

    ResponderExcluir
  9. Tbm perdi minha pequena...uma maltes linda...perfeita...o amor da minha vida...Jully transformou minha vida e meu modo de ver as coisas...a uma semana ela Nw resistiu e me deixou...o que me conforta é saber que hj ela já Nw sofre mais...mas a saudade é imensa e dói mto...
    Que Deus abençoe a cada um ...e Nw desistão deles por maior que seja o problema...eles Nw desistiriam da gente, eles nos amam incondicionalmente .... =::::(

    ResponderExcluir
  10. Dia 01/3 minha cachorra, tusca de 12 anos, k era cardiopata passiva apos stress pela tossa começou a apresentar os sintomas caracteristicos de EAP, morreu em menos de 1 hr. Me sinto incapaz, pois sou enfermeira e meus pacientes com EAP tem muito mais recursos para diagnostico preciso e atendimento diferenciado d k os
    bichinhos. Vê-los na posição ortopneica e com os olhos te implorando ajuda e de
    cortar o coração nunca tive uma dor tao grande. So Deus pra me confortar.

    ResponderExcluir
  11. Ontem 29 de março de 2013 eu perdi minha companheirinha, Tatinha uma poodle de 15 anos. Ela estava bem e também após uma tosa ficou muito estressada e comessou a tossir, levamos ao veterinário para atendimento e não foi diagnosticado EPA então voltamos com ela para casa após ser medicada e em poucas horas ela piorou, tivemos que retornar com a clínica Vet. Era tarde demais os sintomas se agravaram e mesmo com toda o empenho do médico com medicação, oxigênio, massagem cardiaca e muita oração ela se foi.Estamos todos consternados e muito tristes com a casa sem ela, mas somos grato pelo longo tempos que ela ficou conosco e por todo amor que ela dedicou a cada um em nossa casa. Sentiremos muita saudade!!!!

    ResponderExcluir
  12. Meu Poodle Nick morreu na última Quinta-feira 28/03/2013 de Edema Pulmonar Cardiogênico.Ele tinha apenas 7 anos, em janeiro começou a apresentar tosse, ao levar ao veterinário meu foi apontado como um sintoma de virose, e que era muito comum devido as variações climáticas. Nick tomou xarope para tosse e mel com Própolis e melhorou muito, as vezes ainda tossia, mas quando tomava mel melhorava.
    Na madrugada de Quarta-feira 27/03 Nick começou a passar mal, apresentava sintomas de falta de ar, ficava com o focinho para cima a procura de ar e respirava com dificuldades. O levei ao veterinário, onde ele foi medicado teve alta e me foi pedido um Raio X e um Eco. Mesmo já medicado Nick ainda estava com o focinho para cima a procura de ar. No dia seguinte fomos a Clínica fazer os exames, Nick fez o Raio X e enquanto esperávamos para fazer o Eco, Nick morreu em meus braços... eu nem havia notado, parecia estar com sono, quando senti seu corpo mole, quando olhei já estava evacuando e sua língua roxa, pensei que havia desmaiado, pedi socorro, mas já era tarde. Os veterinários da Clínica tentaram o reanimar com massagem cardíaca, mas não adiantou. Meu Nick se foi.
    Vi as histórias de mortes com a mesma doença, mas meu Nick era mto jovem, tinha apenas 7 anos, gostaria de saber se tudo foi tão rápido pq ele era um Poodle toy e como era pequeno a doença se espalha mais rápido e compromete os orgãos ou será que Nick já apresentava doença no coração e nunca foi diagnosticado? Ele morreu derrepente, tudo ocorreu em dois dias, estou profundamente triste.
    Sinto muita saudade de meu Nick...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oh Maira, como compreendo a sua dor. A minha Kika (caniche toy com cerca de 7 anos.) faleceu ontem pelas 18 horas vitima de edema pulmonar. Foi tudo muito rápido. Em 24 horas ela nos deixou. Os médicos tentaram de tudo mas ela não resistiu. É uma dor atroz.

      Excluir
    2. Sinto muito por você Margarida, é realmente uma dor imensa. Que Deus conforte seu coração.

      Excluir
  13. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  14. peguei mei cachorrinho ele tinha apenas um mes,,, ficou com agente mais um mes,,, e ele veio a falecer,,, ele tomou a v8,, depois vermifugo e estava indo tudo bem,,, mas de repente ele começou com febre,,, depois nao queria comer,,, de madrugada começou a passar mal,, uma tosse estranha , e levantando a cabeçinha procurando ar,,, levei ele ao vet,, estava saindo sangue do narizinho e boca,,, ele nao resistiu,,,, eu e meu marido estamos sofrendo muito pq agente nem curtiu ele,,,,a casa esta vazia e o coração um buraco,, nos culpamos as vezes,, se foi algo que fizemos errado,,,, estamos sofrendo muito,,, o vet disse que ele ja havia nascido com esse problema,,,,, no coraçaozinho,, thor vc nos ensinou em um mes o que demoramos para aprender durante 32 e 38 anos amamos vc pra sempre

    ResponderExcluir
  15. Perdi meu poodle "Estopa" na noite de ontem as 22:30 de edema pulmonar e todas as suas complicações. Eu estava no curso, ele era cardiopata e estava em tratamento. Quando cheguei notei que ele não se levantou para me receber e quando fui vê-lo estava com a boca toda molhada e com a barriga enorme(detalhe: havia feito punção abdominal a apenas dois dias).
    Fiquei com ele no colo e levei-o ao veterinário 24 horas pois a médica dele só atende de segunda a sexta. Chegando lá, ele pediu água e bebeu um copo, ofegante e gemendo. O médico disse que devido ao estado dele, todos os procedimentos a serem feitos apenas prolongariam sua sobrevida por algumas horas. Ele me olhava dentro dos olhos como que me pedindo para descansar. Após um período de despedidas e de agradecimento de minha parte a ele por todos os anos de alegria, toda cumplicidade e amor que recebi, decidi abreviar seu sofrimento. Foi anestesiado e faleceu olhando nos meus olhos,
    Não tenho palavras para descrever a dor de vê-lo indo embora, molinho em meus braços tão rapidamente. Sei que ele merecia este descanso e que não seria justo ser tão egoísta de querê-lo ao meu lado as custas de seu sofrimento, mas sei que jamais serei a mesma sem sua presença.
    O que me conforta é encontrar sites como esse e ver que não estou só.

    ResponderExcluir
  16. Esta madrugada ninha Cookie, maltês de 9 anos, faleceu. Tudo aconteceu muito rápido, ela começou a ficar quieta e de cabeça baixa por volta de 22:30 com um pouco de líquido saindo pelo seu focinho, coloquei ela no meu colo e percebi um batimento cardíaco acelerado e uma dificuldade para respirar. Decidi levar a Cookie a clínica 24h mais próxima onde fizeram um ultrassom e nada além de gases foi encontrado. A temperatura dela também estava baixa. Cookie foi medicada quanto aos gases bem como com um remédio para aliviar sua dor. Uma hora após retornar para casa houve uma piora em sua respiração e em seguida Cookie expeliu sangue junto com um líquido aquoso pelo focinho. Retornei o mais rápido que pude a clínica mas minha Cookinha já chegou sem vida.
    Do início dos sintomas até Cookie morrer não se passaram mais de quatro horas e meia, foi tudo muito rápido e neste meio tempo o resultado do ultrassom me tranquilizou.
    Hoje sei que ela foi vítima de edema pulmonar e fica meu alerta quando aos sintomas já descritos aqui pois tudo acontece muito rápido.

    ResponderExcluir
  17. No dia dia 20 de novembro de 2014, meu cachorrinho Teteco, um pinscher de 12 anos, começou a ter algumas tosses, achei que tivesse engasgado com ração, no dia seguinte percebi que ele estava com dificuldade para respirar, levamos imediatamente ao veterinário, que achou que fosse tosse cardíaca, fizemos raio x, então descobrimos que era o pulmão, o veterinário achava que era um bronquite ou alergia, receitou amoxilina clavulada e cortocóide, após a medicação ele piorou, começou a demonstrar mais cansaço e tossir sangue com saliva e se esconder de mim, levamos novamente ao veterinário ele suspendeu a medicação e aplicou um injeção, voltamos para casa depois de 01h40 da mediação ele teve uma para respiratória, começou a urinar e expelir um monte de saliva com sangue e não tinha mias reflexos, levei imediatamente ao veterinário que tentou de todas formas reanimá-lo, com injeções, soro, massagem cardiáca, respiração mecânica, colocou um colchão térmico, isso durou 45 minutos, teve mais 03 três paradas eu já não aguentava mais ver aquilo tanto sofrimento, na última vez que conseguiram reanimá-lo ele latiu três vezes para mim e não teve mais jeito veio a óbito. Digo que foi muito traumático para mim e para meu filho ver nosso companheiro daquele jeito, tanto sofrimento, hoje me sinto inconsolável com esta perda, e lendo estas outras publicações acima vejo que esse problema afeta vários outros cães e também vejo que para uma pessoa entrar num site para buscar informações do que houve com seu bichinho amado era por que os amava como eu amava o Teteco, meu velhinho após 12 anos me deixou, só Deus mesmo para me confortar....

    ResponderExcluir